Uma carta pra mim mesma 10 anos atrás…

0

Oi Carol de 14 anos, eu sou você, só que com 24 anos nas costas.

Não, eu não sou rica e muito menos famosa. Não, eu não casei com o Anthony Kiedis. E sim, eu sou muito, muito feliz!

Eu sei que talvez você não queira saber sobre conselhos de uma recém-chegada à fase adulta (não, os 18 anos não vão mudar quase nada na sua vida e por um bom tempo), mas preciso te contar umas coisinhas.

O futuro não é glamouroso como você esperava, as contas para pagar chegaram mais cedo do que o previsto, hoje você fica cansada antes da meia noite quando sai durante a semana, e só de pensar em tomar uma caipirinha o seu estômago vira do avesso. Você vai aprender a tomar cerveja, menina! Pare de ser fresca! Ah, e pare de usar essas calças largas com correntes penduradas no cinto, pare de esconder o seu corpo só porque você não é a pessoa que os caras da sala paqueram, e, sério, desapega deste cabelo, é a sua chance de cortar o cabelo e perceber pro resto da vida que o penteado brócolis curto definitivamente não combina com você.

Pare de se preocupar com tudo o que te falam. Pare de absorver os problemas dos outros. Aproveita a vida, menina! Saia com suas amigas, vá mais ao parque, aprenda a andar de patins, de skate.

Não se sinta diminuída por nada que te disserem. Você é muito, muito melhor do que isso. Você é muito melhor e muito mais forte do que você imagina.

Corre e abraça o seu avô, fala para ele o quanto você o ama e o quanto você queria que ele estivesse pro resto da sua vida ao seu lado. Não deixe mais uma vez de falar as coisas entaladas na garganta para quem você ama e não sabe se estará aqui amanhã. As pessoas se vão. Infelizmente, isso é uma coisa que você vai ter que aprender a superar.

Não queira entrar de cabeça no mundo dos relacionamentos tão nova assim. Apesar do que falam, sim, você é muito nova para ter um namorado ou qualquer coisa deste tipo. Curte a vida, vá pra praia, viaje, durma mais, escreva mais. E se você realmente fizer questão de já se intrometer neste campo, tenha voz firme quando te disserem que você não é boa o suficiente, engole as lágrimas, vire as costas e aproveite: o mundo é seu.

Mas quando for a hora sim, daí então namore, conheça um monte de gente nova, aprenda a amadurecer, aprenda a controlar ciúmes e suas vontades de discutir por coisas banais. Aprende tudo isso porque, menina, o futuro te reserva alguém tão especial que você não vai nem acreditar que essa pessoa exista mesmo. Mas ele existe. E ele vê em você o que muitas vezes você mesma nunca viu.

Estude mais e leve a sério a faculdade. Você vai sentir falta por não ter prestado atenção naquela aula de direito de família, de títulos de créditos, de criminologia… Mas não esqueça: não deixe de aproveitar cada minuto do que a faculdade te fornece. Faça amigos, tire fotos, vá às festas, vá ao bar. Aproveita, porque depois da faculdade, a fase adulta chega que nem uma avalanche em cima de você, e você vai ficar cansada demais depois de um dia de trabalho pra pensar em ir à qualquer festa que seja.

Você mal pode esperar pelo seu futuro, e acredite em mim, ele é incrível. Você é uma pessoa de sorte, conquistou todas as coisas que quis durante a vida, tem as melhores pessoas à sua volta. E mesmo com o cansaço, as contas à pagar, as dores nas costas, os quilos a mais (sério, segure a onda com esse tal de chocolate), você é feliz, você não poderia escolher outra vida pra ter.

Beijos e te vejo em 2014!

DSC01466oi

Inspirado na ideia genial do site Hypeness, onde você pode conferir http://www.hypeness.com.br/tag/umacarta/.

Compartilhe.

Deixe um comentário