Sem desculpas dessa vez

4

 

Pronto, estou aqui, então. Passei por cada coisa – daquelas que, se contasse, ninguém acreditaria. Conheci milhares de pessoas diferentes e, como você pode ver, continuo com essa minha mania de ser totalmente exagerada em – quase – tudo. A única parte em que evito exageros é no amor…. eu acho. Porque é coisa certa e natural essa de querer se doar por completo e sem limites, não é mesmo? Ou me enganei durante o caminho?

Bem, de qualquer forma, como te prometi há alguns anos, estou aqui. Esperando para que me mostre aquela surpresa que me prometeu. Aquele prêmio que você disse que me daria se eu conseguisse passar por todas as suas provações (e provocações). Aguardo ansiosamente que você confirme que, sim, tudo valeu a pena. Cada minuto que pensei em deixar tudo para trás. Cada momento que não vi mais ninguém ali do meu lado. Cada instante que pensei que não daria certo. Mas, como alguns diriam, “entre altos e baixos”, estou aqui. E trago esse sorriso no rosto para te provar que tudo compensou, sim.

Ah, não me venha com desculpas tortas! Não me venha dizer que estava me assistindo de camarote deixar alguns amores passarem. Não me venha dizer que poderia ter sido mais forte, que poderia ter sido mais intensa, menos covarde. Fui o que deveria ter sido: eu, verdadeiramente eu. Com meus medos, com meus pés atrás, com aquela minha velha mania de deixar o coração falar mais alto do que qualquer rastro de racionalidade.

Não sei ser de outro jeito. Não sei não me dar por inteira e esperar que me deem algum pedacinho de volta. Não sei guardar algumas coisas naquele baú trancado que fica escondido debaixo do meu tapete particular. Não sei sonhar, se não for para voar o mais alto e longe possível.

E é por isso, exatamente por isso que estou aqui. Você foi difícil, mas foi, muitas vezes, maravilhosa comigo. Sonhei com você todos os dias e esperei para te moldar da exata maneira que eu achava que deveria ser. Ansiei pelas nossas conquistas, pelos momentos de amor (daqueles sem pedir nada em troca) que te daria. Quis mais do que tudo poder te olhar lá do alto dos meus 80 e tantos anos e ver que seus caminhos foram tênues, porém incríveis e recompensadores.

O que eu quero de você, vida minha? Te quero feliz. Nos quero felizes. Deixe as desculpas para lá e vamos concordar que, foi para te ver bem e valorosa que eu vivi tudo o que passei. E esse prêmio que desejo… bem, esse prêmio só você sabe o que é: a plenitude de enxergar tudo o que aconteceu entre nós, todos os que passaram por nossos caminhos e, com aquele sorrisinho torto de canto de boca, poder dormir em paz e crente que, sim, você valeu sim a pena.

dress-field-girl-hair-photography-Favim.com-315582


Postagem coletiva do grupo Escritores na Era do Compartilhamento, com o tema: “Não me venha com desculpas tortas”.

Não se vá, por Thais B. Verissimo.
Não me venha com desculpas tortas, por Ju Umbelino
Suas desculpas esfarrapadas deixaram meu coração ferido, por Valter Junior
Meias verdades, por Fernanda Probst
Não me venha com desculpas tortas, por Fabio Chap
Não me venha com desculpas tortas, por Celio Heitor Sordi
Coração preenchido não cabe mais amor, por Flávia Oliveira
Ou é espontâneo, ou não é amor, por Sâmia Louise
Desculpa, amor, por Pâmela Marques
Se vier, Vem Sem Desculpas!, por Jô Lima
Sem desculpas, por Mônica Macedo
Se você não quer amar, por Fernando Suhet
A última desculpa é minha, por Jessica Delalana
Não tenho mais tempo para desculpas, por Cristina Souza
Não me venha com desculpas tortas, por Rogério Oliveira
Sobre partidas, chegadas e recomeços, por Vitor Ávila
Das desculpas, e da falta que elas não fazem…, por Jeessy Batista
Você é a desculpa que tenho para terminar, por Alysson Augusto
Uma caixa surpresa no meio do caminho, por Taciana Gaideski
Não tenho mais tempo, moreno, por Gabriela Freitas
Para quando estiver pronta, por Cíntia Gomes
Não me venda com desculpas tortas, por Maíra Cintra

 

 

 

Compartilhe.

4 Comentários

  1. Lindo quando a gente enxerga que o que foi vivido de verdade, vale a pena.

    Existe algum lugar, alguma página para acompanhar esse grupo de Escritores na Era do Compartilhamento? Fiquei interessada.

    • carolsassatelli em

      Oi Juliana! Tudo bem?
      Logo estaremos com a página do facebook e instagram no ar 🙂
      Obrigada pela sua visita! E fico feliz que tenha gostado do texto!
      Beijos!!!

Deixe um comentário