Saber voar

0

Queria saber voar. Voar o mais alto possível para nem sei onde. Tocar o céu com as pontas dos dedos e descobrir que tudo aquilo que enxergo de longe, na verdade, está muito mais perto do que imagino.

Queria saber voar para provar a todos – e a mim mesma – que a nossa força é a única forma de chegar a algum lugar. Queria chegar lá no céu e olhar as coisinhas pequeninhas aqui embaixo. Queria saber como os passarinhos se sentem quando nos enxergam perdidos por aqui, andando de um lado para o outro, encarando nossos celulares e nossos relógios com muita devoção.

Queria entender o que se passa pela minha cabeça durante todo o tempo. Será que é loucura não conseguir decifrar a si próprio? Queria saber controlar o meu coração, os meus pensamentos e só fazer o que é certo durante o tempo inteiro. Mas não posso, não consigo e não sei se algum dia isso será possível.

Gostaria de viver com um pássaro livre pelo ar, observar tudo da minha visão poderosa e ver que qualquer problema pode se tornar pequenininho quando olhamos lá de cima. Voar para longe, voltar para perto. Conhecer o mundo. Me conhecer. Me perder e me encontrar por aí.

Queria saber voar para poder ir e voltar quando quisesse. Queria encostar os dedos no céu e mostrar para vocês que tudo que a gente precisa, na verdade, está ao nosso alcance. Se não estiver, não é necessário e nunca foi.

Compartilhe.

Deixe um comentário