Palavras necessárias.

0

Nos preocupamos tanto em ouvir as palavras certas nos momentos certos. Em sermos testemunhas de grandes lembranças, de encontrarmos a fonte de carinho e amor que nos dê todas as formas de bons sentimentos e respeito que merecemos. Mas acabamos, por tantas vezes,  esquecendo de nos doar também, de falarmos todas as coisas entaladas na garganta sem esperar por um próximo momento, uma outra oportunidade. A gente espera receber muito, mas não damos, por muitas vezes, a oportunidade ao mundo de enxergar que somos merecedores.

Um grande arrependimento que tenho é justamente esse. Não ter dito tudo o que estava aqui no fundo guardado, e não ter tido nenhuma outra oportunidade para dizer, então. E desde então, utilizo das palavras como minha grande arma de defesa, como minha aliada na hora de mostrar quem eu sou e do que eu sou formada. 

Sinto uma imensa necessidade de expor minhas ideias, meus sentimentos e tudo o mais que está escondido à sete chaves onde não deixo ninguém tocar. Mas, nem sempre essa nossa necessidade é vista com bons olhos. Tem quem ache que algumas coisas são melhores se não forem ditas. Até aí, concordo que existem exceções. às vezes a gente pode guardar determinadas palavras que possam vir a magoar o outro, mas no geral, sou da opinião de que as coisas devem sempre ser claras, e nada é mais claro do que quando dito. 

Não acho que a gente tem que se doar de bandeja, assim, todas as vezes, mas acredito no poder da palavra e nos efeitos, delas quando ditas. Acredito também que é melhor falar aquilo que você tem guardado, antes que a oportunidade se perca em mil dizeres desconexos. Às vezes queria voltar no tempo e dizer coisas que nunca disse antes, olhar no fundo dos olhos e falar tudo o que estava ali no meu coração naquela hora. Mal sabia eu que esse momento não se repetiria, e não se repetirá, pelo menos nessa vida. 

Imagem

Compartilhe.

Deixe um comentário