Olhos vendados

0

Libertando-se do apego emocional às respostas rápidas e prontas.
Da ansiedade em saber definitivamente o próximo passo.
Da necessidade em se ver em uma posição totalmente fora de perigo de danos.
Entregue ao talvez, mas só porque esse talvez me parece ter cara de sim
Jogando as cartas de olhos vendados, de mãos atadas
Confiando na sorte. Confiando no caminho que se está traçando.
E se não for eu quem está desenhando a mão livre,
espero que seja alguém de imaginação criativa,
que invente bons momentos, que invente desafios, que escreva minhas verdades.

Image

Compartilhe.

Deixe um comentário