mudança de dentro

0

Sinto falta da aproximação entre as pessoas, quando não éramos tão individualistas, quando nossas ambições não superavam consideração, amizade e amor. Sinto falta de tudo isto, mesmo que, de fato, nunca tenha presenciado situações em que o individualismo de cada um não sobressaltasse.

E não falo só de situações complicadas, onde temos que decidir em seguir a nossa vontade ou deixar pra lá por causa de outra pessoa. Falo de situações simples do dia a dia, de abrir a porta para um estranho, de ceder o lugar no ônibus para uma idosa, de dar bom dia, falar obrigada, de sorrir, mesmo que sem motivo, para alguém que está sentado ao seu lado.

Essas coisas fazem diferença, sabe? Ninguém gosta de falar bom dia e não receber outro em troca. Ninguém gosta de fazer um favor e não ouvir um obrigada. Essas coisas todas, juntas, fazem com que a gente desacredite de nós mesmos, das pessoas. Somos todos um grande grupo de pessoas tentando alcançar todos os dias os seus objetivos, viver de forma digna, se divertir, aproveitar os seus momentos, e estamos todos neste mesmo barco, com dificuldades, com absurdos que assistimos todos os dias na televisão, que vemos no jornal, que vemos todos os dias fora e até mesmo dentro de casa.

Se não andarmos juntos, se não acreditarmos em nós mesmos, se não tivermos pequenas atitudes todos os dias que, juntas, fazem uma enorme diferença, como vamos crer que algum dia as coisas vão mudar?

Ouço muito falarem de mudanças. Mas as mudanças tem que vir lá dos grãozinhos, tem que vir de nós mesmos, das nossas atitudes, para que nossos filhos, netos, bisnetos tenham a chance de viver em um lugar onde não se mata por causa de briga no trânsito, onde centenas de mulheres não sofrem abusos todos os dias , onde você pode ir no estádio de futebol tendo certeza que vai estar seguro lá junto com seus amigos e sua família.

Se nós não mudarmos, não percebemos que juntos é muito melhor do que separado, como podemos exigir mudanças, ou qualquer outra melhoria, se nós mesmos não nos esforçamos em nada para sermos melhores?

Imagem

Compartilhe.

Deixe um comentário