Amiga, vai ficar tudo bem

0

Amiga, vai ficar tudo bem. Eu sei que já te falei isso milhares de vezes, mas você sabe que, no final, as coisas ficam bem mesmo – mesmo que demore um pouquinho, eu juro que vão ficar.

Eu não quero te ver sofrer e muito menos quebrar a cara nas suas aventuras por aí, mas não precisa ter medo de viver. Nós passamos tanto tempo com medo de nos esquecemos de viver de verdade. Não adianta fazer joguinho nenhum, não adianta demorar pra responder ele no whatsapp, não adianta fingir que não está nem aí, não adianta me dizer que você não tá criando expectativa… eu sei, de verdade, que você é incapaz de fingir pra si mesma, por mais que tente. Então, simplesmente, deixa rolar…

Amiga, não precisa ter medo de cair, porque você é capaz demais de levantar. Quantas vezes você já tropeçou antes? Quantas pedras já entraram no seu caminho? Amiga, você não pode deixar de fazer o que tem vontade, não pode deixar de falar o que tá passando aí pela sua cabeça, não pode deixar de ser livre para sentir. Para gostar. Para amar. Para beijar até o amanhecer e se dar o direito depois de ficar pensando se ele vai ligar depois. Isso é normal e seria esquisito se você não sentisse nada depois.

giphy

Sentir tudo o que acontece com a gente é tão bom, mesmo que não pareça em muitos momentos. É tão bom deixar que a vida nos surpreenda, que nossos dias saiam do roteiro de sempre, que novas pessoas apareçam no nosso plano-quase-perfeito. E se não der certo? E se não for como você esperava? A gente sobrevive. Você vai precisar de uns ombros para chorar, uns sorvetes para comer vendo uma série qualquer no netflix, algumas baladas para dançar como se não existisse amanhã e, no final, tudo vai parecer ter acontecido em outra vida. Porque você, amiga, vai ter outra cabeça, vai ter amadurecido, vai ter tentado.

A vida ta aí pra ser vivida e aproveitada o tempo todinho. Tem tanta coisa ainda para acontecer, então apenas viva. Arrisque. Não seja uma pessoa mediana, que vive mais ou menos, que deixa de fazer o que quer, de falar o que quer, de se jogar de cabeça no que gosta apenas por medo. Viva muito. Não se arrependa nunca do que deixou de fazer. Mas tente, amiga. Tente de verdade.


Texto meu publicado originalmente no blog Entre Todas as Coisas.

Compartilhe.

Deixe um comentário